Por que?

Os "por quês" sempre me intrigaram. Desde pequena, é algo constante no meu vocabulário. Por que isso, por que aquilo? Mas por que? Acho importante, portanto, ter um espaço para estes "por quês" aqui. Entretanto, não é tão importante que tenham resposta. Nada disso. Acho interessante achar as soluções sozinhas. Mas acho muito bom perguntar! Interrogar os outros, me interrogar. As perguntas nos deixam pensando um pouco a mais. Nos deixam com aquela "pulga atrás da orelha". Fazem tudo parecer estranho. Bom... Pelo menos para mim.
Hoje, não tenho nada a perguntar, infelizmente.
Até que tenho (sempre tenho), mas não estou com humor para isso. Por que, claro, como todo o resto, pensar, perguntar, interrogar, precisa de disposição, humor, inspiração, acima de tudo. Não é por menos que existe até profissão só para se criarem perguntas (Filosofia te diz alguma coisa?).
Mas é Páscoa, a serotonina, que dizem que o chocolate libera, afetou seriamente o meu cérebro. rs.

Comentários

Como não comi chocolate, pergunto: porque não são, os outros adolescentes, assim sabidos?

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher