Carry On

Estou lendo um livro engraçado.
É muuuuito parecido com Harry Potter. Mas como eu gostei de HP, tô lendo! Vamos dar uma chance, eu gosto da autora e coisa e tal.
A história envolve dois garotos. Um bruxo e um vampiro. Um gosta do outro. De formas peculiares, cada um. Mas gostam e é isso que importa aqui.
Estava tentando entender o sentido da história. A moral da fábula. E descobri que não tem.
É, não tem.
A moral é que não tem moral. Que isso devia ser normal. A sexualidade deveria ser uma coisa normal. Discutível, sim. Errada, não.
Tudo a gente pode questionar, beleza. Tem filósofos que questionam a própria realidade, o universo, a vida. Beleza de novo. A gente pode se auto questionar. Pode perguntar-se se o que estamos sentindo é real, é válido e coisa e tal.
Mas odiar algo, negar algo, só por que é diferente do "normal", é errado! Gente, que século é esse em que vivemos! Já evoluímos tanto!
Poderíamos muito bem ser seres humanos melhores. Mas aí estamos apontando o dedo para os outros. Não já passamos disso?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher