Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2011

love is a bitch

Imagem
Talvez o problema seja que você não sabe quem eu sou. Eu mesma sempre fingo que não sei, para que não tenha que explicar. Como poderia então você entender? Como poderia eu querer que entendesse, não é mesmo? Então a professora manda que façamos uma redação sobre o amor. "O amor comeu na estante todos os meus livros de poesia. (...) O amor voltou para comer os papéis onde irrefletidamente eu tornara a escrever meu nome. (...) O amor comeu minha paz e minha guerra. Meu dia e minha noite. ... Comeu meu silêncio, minha dor de cabeça, meu medo da morte." disse João Cabral de Melo Neto. "O amor foi arrancando-me pedaços. Partes de um quebra-cabeça que passei a vida toda montando. Foi desorganizando tudo e me tirando dos eixos. Destruiu minha razão e minha lógica, trocou por sonhos bobos e delírios, talvez tentando para me enganar. Quebrou meu chão e derrubou minhas teorias. Fez-me dependente de suas mentiras e só me deu em troca falsas esperanças. " dizia a minha redação.
Se…

is it?

Imagem
Desafio Musical de 250 Dias:
5 - A música com um dos seus solos preferidos: All Of This (Shaimus)

Será que? Será que não?

Imagem
Tem coisa que a gente entende e desgosta. Mas entende, e, acho eu, isso acalma. Por que, mesmo sem gostar, você sabe o por que. Não incomoda tanto quanto o que você não entende. Por que, ai sim, as coisas que você não entende, te deixam em completa agonia.


... Meme Desafio Musical 250 Dias: 27/08 - 3 - Uma música que te faça dançar: I Like to move it, Madagascar Soundtrack! 28/08 - 4 - Uma música que você saiba a letra toda: Várias! Mas a escolhida foi Crush, versão do Glee.

Coisas da Comunicação Social.

Imagem
P: Hoje descobri que faz um semestre que roubo café da cantina. C: Como assim cara? P: A garrafa está ali, eu pensei que fosse de graça ué, e saia pegando. Hoje foi que me disseram que era pago! C: Tem chocolate quente de graça lá em cima. G: Mas é para o pessoal da Pós-Graduação ... C: É o seguinte: Anda como se fosse graduado! Muito bem, colocou? Agora sai correndo de fininho. Esconde, esconde, a mulher tá passando. G: Não acredito que acabamos de roubar chocolate quente do pessoal da pós. C: Porra, tá sem açúcar! 


Ok. Eu vi um meme no Facebook e achei tão interessante que resolvi contar aqui. Eu duvido muito que eu vá conseguir terminar, por que, afinal de contas, eu nunca termino nada, avalia um meme como esse. É o seguinte: Um Desafio Musical de 250 Dias! Sim, você leu direito, não tem número sobrando não. São 250 itens na lista para você responder! Louco né? Mas eu resolvi tentar! O primeiro item da lista fiz ontem e era: 1 - Uma música que te lembre a sua infância - Garota de Ipanema (Tom…

Que fique claro!

Imagem
Ok. Só para deixar bem claro:
Você não pode dizer "pensa em mim" e me culpar por pensar.
Não pode me abraçar e querer que eu largue.
Sério.


uma odisseia no espaço

Imagem
Minha professora de Teorias da Comunicação mandou que fizesse um ensaio sobre o filme 2001: Uma odisseia no espaço. Já tentei assisti-lo por três vezes, mas sempre acabo pegando no sono. Não culpo o filme. É bom, muito bom. Muito perspicaz  Muito engenhoso. Stanley Kubrick é realmente um gênio e conseguiu passar toda a evolução da comunicação humana. Mas é lento. Acho que faz inclusive parte da proposta do filme. Mas é tão lento! Não gosto muito de coisas lentas. Me dão sono. Me dão agonia. Por que não ir logo ao ponto? A lentidão me tira do sério! Me dá nos nervos. Dá vontade de sair logo gritando "cara, faz alguma coisa!". Mas não. Eu fico bem caladinha. Esperando. Caio no sono as vezes, de tanto esperar. Do que que eu estava falando mesmo, hein?
Ah, sim, o filme né. Vou lá fazer meu ensaio.

Essa tal de saudade

Imagem
Me surpreendi assistindo ao noticiário:
- Qual a palavra que você mais gosta?
- Saudade.
Como assim? Ela está louca?
- É uma palavra linda! Só existe em português. Mas saudade de alguém que você não vai ver nunca mais não é legal. Só é bonita a saudade de alguém que você vai já ver.
Num é que é mesmo?

Hoje é seu dia de sorte.

Imagem
Falto aula por conta da cólica tremenda que me acordou 4h da manhã. Não acho "2001: Uma odisseia no espaço" em canto nenhum para alugar e minha professorinha linda de Teorias da Comunicação quer um trabalho sobre ele. Mãe chega, mãe sai. Equação do segundo grau na tarefa do meu aluno da 7ª série e eu não sei como fazê-lo entender o delta ou a fórmula de baskhara. Meus Deus, ele está na 7ª série, quem teve a brilhante ideia de colocar uma equação do 2º grau na tarefa dele?! Uma dor de cabeça de matar. Recebo uma mensagem. Deve ser ele! "Hoje é seu dia de sorte! Envie sms com a palavra sorte e ganhe..." Ótimo. Não é ele. E hoje ainda é meu dia de sorte hein. Ligo para ele, apesar de saber que não deveria. My head is a box filled with nothing And thats the way i like it canta o Ben Lee. Ok, eu já sabia! Como a oi adivinhou que hoje era meu dia de sorte?




Lua cheia

Imagem
Hoje a lua está linda. Cheia e brilhante, ofuscando qualquer outra coisa que queira a tirar de foco nesse infinito azul e tenebroso. Como uma luz no fim do túnel. Então pensei naqueles que estão enamorados. Uns pelos outros. Pelo luar. Enamorados sempre são apaixonados pela lua. Estão sempre encontrando suspiros para admirá-la. É quase como admirar o amado. É saber que talvez o amado esteja também a suspirar. Mas não eu. Para mim hoje a lua é somente a lua. Tem fogos de artificio também, sabe-se lá o que o resto do mundo tem para comemorar. Sei que minha cachorra está aqui, aninhada em meu colo, tremendo-se toda de medo. Agora a janela está fechada e não tem ninguém suspirando. Nem aqui nem lá.


"mas o que foi?"

Imagem
Sempre tive a sensação de que as pessoas sempre perguntam as coisas erradas. Podem ter até as intenções certas, mas nunca dizem o que queremos escutar. Nunca. Por que, quando estamos mal, sempre escutamos "o que aconteceu?" ao invés de "vem cá". Saber o que está errado realmente importa? Muda alguma coisa? E por que alguém falaria de qualquer forma? É tanto que a resposta para essa pergunta é sempre a mesma: - Nada não. Claro que há alguma coisa.  Mas não é o que há que importa. Importa que há e pronto. Que talvez um abraço passe tudo, mas explicar seja demais. Eu até explicaria e argumentaria. Mas hoje tudo está demais para mim.

alguém explica?

Imagem
- por que 'pais' são uns bichinhos tão estranhos. - por que família sempre se mete nos seus relacionamentos, mas nunca tem opinião sobre como arrumar um emprego. - por que alguém acha que sabe tudo sobre você, só por que olhou seu facebook. - por que mandar mensagem, ligar, abraçar, se não for para dizer 'gosto de você'. - por que as músicas que você escuta a anos de repente parecem tão irônicas e silenciosamente indiretas pessoais. "I know I can't take one more step towards you Cause all that's waiting is regret" - Jar of Hearts - Christina Perri - por que ter vergonha de fazer coisas que você gosta, só por conta do que as pessoas vão pensar. - por que eu continuo ligando para ele, mesmo depois de trocar o seu nome no celular para "NÃO LIGUE PARA ELE". Alguém explica? Alguém? Sério... Alguém?



Quanto tempo dura um dia?

Imagem
Definitivamente não dá para emprestar o seu celular para sua mãe quando o dela pifa, e acabar passando um dia INTEIRO sem o "piriri" das mensagens. - Tá sem credito?
- Não, por quê? - Faz tempo que você não me liga. - Eu liguei terça. - Mas hoje já é quinta!


pôneis malditos

Imagem
Fazer Comunicação Social é simplesmente uma aventura. Só para começar, um andar inteiro "exclusivo" (para esconder) para o pessoal alternativo que normalmente faz Publicidade e Propaganda ou Jornalismo. Ok, até aí eu até concordo, por que tem coisas que simplesmente não devem sair do 5º andar mesmo. Mas o divertido é que você encontra todo tipo de gente. Sério, TODO o tipo de pessoa que você possa imaginar. É difícil até de descrever, de tão variado e esdrúxulo. Eu mando uma mensagem para a criatura que não fez a cadeira comigo: "Cadê tu, menina?" "Eu to aqui." - Ok, ajudou muito. A gente vai para a aula, a professora começa a falar dos pôneis malditos. Que aliás eu tenho a música inteira transcrita em várias mensagens que recebi no celular. Pôneis malditos, pôneis malditos, venha com a gente atolar, odeio barro, odeio lama, hmm, que nojinho, não vou sair do lugar... Pense numa musiquinha para grudar... Vamos comer sushi no supermercado em frente a faculdade. (Enq…

Crush

Imagem
Eu ia colocar uma música do The Kooks hoje.
Mas ai o Glee e suas indiretas na minha vida atrapalharam tudo.

Andar de patins.

Imagem
Tenho amigos de todos os jeitos.  Recebo um telefonema: - Vamos comer pizza? Todo mundo chega e vamos para o restaurante. - A gente devia ir um dia andar de patins na Beira-Mar. - Ah, vamo agora ué! Todos para a Beira-Mar. Paramos no lugar errado, droga. 1km para a esquerda. Lucano diz: - Eu acho que era para o outro lado. Voltamos 1km. Paramos no McDonalds para reabastecer. Mais 1km para direita. Encontramos com o resto da galera. Ok, vamos lá andar de patins. A primeira pessoa coloca, consegue ficar em pé. O segundo, consegue até dar umas voltinhas. O terceiro coloca, leva 3 quedas. Se acaba no chão e desiste. Eu coloco. Fico em pé. - Ok, não dá para mim. Tiro. A única que conseguiu andar naquela porcaria: - Adorei vir andar de patins com vocês, temos que fazer isso mais vezes. ;)

Convenções sociais.

Imagem
Hoje liguei para minha avó para saber como ela tá.
Como sempre, tive notícias de todo mundo daquela parte da família que eu não convivo, mas finjo que importo por que a vovó adora me contar tudo.
- Hoje é aniversário da sua tia, já ligou para ela?
- Dia 12 é dia dos pais e aniversário do seu tio, vamos para uma feijoada e de noite para o aniversário lá, você vai comigo né?
É exatamente para evitar as gafes familiares que ligo para ela sempre no começo do mês e fico logo a par de tudo. Na maioria das vezes da certo e eu "lembro" do aniversário de todo mundo. Nas outras vezes eu digo alguma coisa sobre a faculdade e está tudo resolvido.
Fui comprar chocolate para ir logo preparando meu espirito para ligar para o povo todo.

volta às aulas

Imagem
Ótimo essa coisa de voltar a rotina depois de um tempão de pernas para o ar. Despertador às 6h, gripe, para aumentar a preguiça de acordar. Greve de ônibus para colaborar com o horário. A pessoa errada ligando na hora certa. - Como é que tá?a Chegar tarde em casa e enrolar até ter coragem de fazer o almoço. Puts, tenho que levar a Nayuki no pet shop. Esqueço de ir no carinha que ajeitaria a bolsa que só usei uma semana e já arrebentou um botão. - Filha, tu é muito desastrada. Filme bobo na TV, assisti em inglês para ver se ficava mais interessante. -Filha, tu aguou as plantas? - Nem lembrei. Mensagem no celular. Não era ele. Banho, checada no facebook. -Filha, vem lavar a louça. Novela e esperar até o programa que o professor de fotografia disse para a gente assistir, mas que só passa meia-noite. Ir dormir pensando em quem devia ter ligado. E aqui vamos nós de volta ao mundo real. ;)

Loser Like Me.

Imagem
A coisa toda é muito confusa para minha cabeça. Juro que não sei o que as pessoas vêem de tão interessante em estar apaixonado. É complicado, é trabalhoso, é cansativo, é doloroso até. É como um jogo sem fim. Como uma competição mesmo, sabe? Primeiro, nenhum dos dois pode demonstrar nada do que sente. Tem que fingir ser menos que o outro. Como se dizer “gosto de você” fosse deixar a pessoa frágil, vulnerável, fosse fazê-lo perder o jogo. Depois, no segundo tempo, as indiretas e o flerte. Tudo mais sem sentido ainda, já que a primeira regra continua valendo e nenhum dos dois quer ser o primeiro a ser descoberto. Mensagens com duplo sentido e aquela sensação estranha de “será que eu não inventei isso tudo e o que está escrito é o que realmente quer dizer?” Ser direto e verdadeiro seria tão mais fácil! Seria mais rápido! Gastaria menos dinheiro, até. Então tem os encontros que não são encontros. Os carinhos que não são carinhos. Os abraços que deveriam ser só de amizade. Os olhares que queria…