Apesar de tudo

Apesar de viver numa sociedade capitalista (e não ver muito problema nisto), apesar de meu exagerado complexo de consumismo (minha mãe que o diga), gosto de pensar que sou uma boa pessoa. Digo, boa no sentido ambiental de ser, por que, claro, "boa" pode ter tantos e tantos significados!
Evito jogar lixo no chão, dou "bronca" em quem joga, tento não estragar água e alertar a todos que ela VAI SIM acabar um dia (minha avó que o diga, ela vive brigando comigo quando eu reclamo que ela desperdiça água demais), gosto das plantinhas, me aterrorizo quando falam do aquecimento global (até porque, venhamos e convenhamos, está a cada dia MAIS e mais quente, e isso é bem chato), não maltrato animais e coisa e talz.
Sei que não é o suficiente. E isso é meio que um droga. Quero dizer, nós fazemos o que achamos certo, mesmo sabendo que existem milhares de pessoas que não fazem. Ah! tem toda aquela coisa de se preocupar em fazer a nossa parte, que já ajuda. Eu sei. Eu sei. Mas, gente, fala sério. Não é o suficiente. Nunca é, nem nunca vai ser. Eu sou só um grãozinho de areia no meio do deserto. Não ser levado por uma daquelas tempestades de areia que hipnotizam milhares de grãozinhos já é bom, é o que dizem os ambientalistas e, não me entendam mal, eu concordo sim! Mas e aí? Onde isso chega?
Na real: o mundo está acabando. Seja pela falta d'água, seja pelo calor, seja pelo lixo, seja pela poluição do ar, seja pela extinção dos animais. O ser humano está acabando com o mundo. E o mundo acabando com o ser humano. É um ciclo. É um longo ciclo, e a maioria não vai se dar conta até chegar ao final.
Eu acho os ambientalistas um saco. De verdade. Não por causa de suas ideologias, mas sim por que eles são uns chatos mesmo. Sempre tão preocupados, sempre tão emotivos, sempre tão forçados e com discursos repetidos, que escutamos tanto que nem conseguimos mais prestar atenção.
Já acho legal os vegetarianos. Não comem carne em sinal de respeito aos animais, por causa dos maltratos e talz, realmente louvável. (Certo, eu não sou tão "boa" pessoa assim, afinal e infelizmente... Fazer o que.)
Mas entre todos eles, não consigo ver nenhum que diga algo CONCRETO. Algo que possamos REALMENTE fazer, que seja de nossa alçada, que nos deixe pensando que podemos salvar o mundo, nós mesmos e nossos decendentes.
Mas eu sei que é pedir demais. Logo, vou me recolher ao meu lugar de grãozinho e fazer o que os ativistas (chatos, diga-se de passagem) me pedem pra fazer. E esperar que o mundo não acabe.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher