Devo continuar?

Eu sou a autora agora.
Tudo se resume nesse momento: agora.
É aquele ponto em que posso parar ou ir adiante.
O que escolher?
Como escolher?
Vai ser ponto e vírgula ou ponto final?
Eu quero continuar. Eu quero ser alguém, ver o mundo, ver as pessoas, viver.
Mas parece difícil demais a caminhada.
Será que você vai estar lá no final?
Tudo que tenho são as minhas perguntas.
Sem respostas.
Quem sou eu?
Para onde estou indo?
Será que vou conseguir sem você?
Fique aqui.
Só mais um pouco.
Não me deixe ainda,
senta, tem bolo.
Não puxe o gatilho ainda.
Há tanto o que ver, o que ser, o que sentir.
Não me ame demais,
eu não sei corresponder.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher