Silêncio

Mais uma vez o silêncio. Talvez seja esse meu carma. De tanto falar, só mereço o silêncio. Aquele doloroso. Aquele em que sabemos o que dizer, mas as palavras não saem. Por orgulho, por medo.
Quando somos jovens, achamosque tudo vai durar para sempre. É muito ruim descobrir que, na verdade, tudo tem um fim. Os finais são necessários para termos novos começos. O problema é que começar de novo é difícil. Assim como terminar qualquer coisa.
É doloroso e assustador. Quem iria querer isso tudo? É melhor acreditar que tudo é para sempre.
Não queria mudar. Não optei por isso, mas aconteceu. Não podia ser a garotinha eternamente. Ela era mais feliz, talvez. Mas isso não siginifica que eu não possa ser. Normalmente a nostalgia nos deixa sem vontade de tentar. Bem, eu quero tentar. Já que o resto deu errado.
Não temos como saber se vamos mudar para melhor ou para pior. Provalvemente alguns vão gostar, outros não. É um risco a correr.
Talvez nada tenha mudado e a verdade é que eu falo demais. Deveria tentar ficar mais calada.
Respeitar o silêncio que me foi dado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher