Plano B

Quem nunca fez planos? Eu os faço o tempo todo. Calculo, prevejo, peso os pós e os contras, revejo, recalculo, expeculo, pergunto para todo mundo. E então resolvo. Escolho. E olha que, para mim, escolhas são realmente coisas sérias. Não dá para escolher e voltar atrás. Simplesmente não dá.
Tá, tá, pode até ser que dê para voltar atrás. Mas, de início o plano é que o nosso plano dê certo! Ninguém faz planos querendo que não funcionem. Não, nós queremos, desejamos e sonhamos com nossos planos. Ok, uma vez me disseram que tudo (com exceção apenas da morte...) tem concerto. Mas a gente sabe que muitas vezes o melhor é erguer a cabeça e ir em frente. Não ficar remoendo o passado, procurando uma forma de voltar e fazer tudo de novo. Realmente não rola.
Mas hoje, fui com a A. L. assistir o filme "Plano B" e me dei conta de muita coisa.
Primeiro, o filme é muito legal, mesmo, mesmo. É daquele estilo água-com-açúcar para rir o tempo todo e chorar no finalzinho. Fora que o protagonista é um gato e a gente fica se imaginando com ele. ("Bem que o M. poderia ter o nariz dele", por L.). Mas enfim...
O meu texto não tem nada haver com namoro, nem paixão, nem casamento e muito menos filhos. Vamos nos deter no que importa...
Eu percebi que, dentro do meu caderno, da minha agenda, do meu blog, da minha vida, dentre todos os planos, metas e sonhos, não existe um, nenhum sequer, plano B. Um "e se tudo isso der errado". Nadica de nada.
Eu nunca pensei nisso, para falar a verdade.
Claro que planejamos coisas pensando que elas vão dar certo. Mas... E se não? Quantos de nós tem um plano de reserva guardado? E, se temos, quantos de nossos planos tem um plano B?
Falando por mim, nada. Eu nunca tive um plano de reserva.
Acho que sempre fui muito imediativa. Mesmo planejando.
Planejei, escolhi, fiz.
Mas a vida nem sempre é justa, ou calculada, ou... Normal. Nunca é sempre como o planejado. Talvez eu devesse ter um plano B, sabe? Só por segurança.

De qualquer jeito, beijos.

Comentários

Recomendo até o e...sabe como é que é, né?

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher