Quando a gente passa a ser lembrança

Desesperador. O sentimento de estar totalmente abandonada. O fato de seus sonhos tornarem-se pesadelos aos poucos. Até a vontade de dormir desaparecendo (e olha que eu gosto muito de dormir).
As piadas internas não incluem mais você. As saídas não incluem mais você. As conversas não incluem mais você, as fotos não incluem mais você.
Você passou a ser uma lembrança.
Quando foi que isso aconteceu? Quando foi que eu passei de ser realidade para lembrança?
Ser lembrança dói. Por que eu ainda me lembro. Por que eu ainda existo. Eu ainda tenho sentimentos, você sabia disso?
Talvez eu tenha me excluído o suficiente para deixar de ser suficiente.
Mas ainda assim, dói.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher