A realidade dentro de mim

Eu tinha escrito um texto inteiro na minha cabeça. Dormi e acordei com ele na mente. Assim, prontinho.
Mas fui escrevendo e a coisa simplesmente não parecia correta. Apaguei. Resolvi que não era o que eu estava sentindo. Talvez quando fui dormir. Talvez em outra existência. É, por que a gente tem muitas existências dentro da gente.
Assisti um filme hoje que falava sobre isso. A mulher achava que estava sendo traída. Tinha certeza. Mas no final era somente ela mesma vivendo outra vida que ela não reconhecia.
Talvez às vezes eu me sinta assim. Maluca.
Talvez às vezes eu não seja eu mesma. Mas todas que eu sou, fazem parte de mim. Mesmo que eu nem sempre me reconheça nessas tantas e tantas pessoas que moram em mim.
É difícil explicar a sensação que é: uma hora você tem razão e propriedade, na outra está acabada, derrotada, se sentindo irreal.
O que é ser real, na verdade? Será que podemos dizer com certeza?
Você é real?
O que significa na sua vida essa realidade toda? O que ela faz por você? De que adianta?
Viu? Nada.
Na minha vida nada parece ser real. Tudo é fantasia, é medo, é novo. Sim, por que o medo anda junto com tudo que é irreal. Tudo que é novo e diferente do que você já conhece.
Então eu vivo assim, sem saber o que é parte da minha mente criativa ou o que é pura maluquice. Ou o que é de fato um fato.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher