Amores de carnaval?

Entre lágrimas hoje, questionei minha mãe sobre o amor.
- Mas mãe, eu quero alguém que me ame!
- Filha, todo mundo quer isso.
Será que querem mesmo? Já vi gente querendo muito dinheiro, sucesso, fama, mais dinheiro, uma pessoa (ou um troféu?)...
Mas e o amor?
Esse passa é longe em algumas pessoas. Não tem amor-próprio, dirá amor pelo próximo. Dirá ainda menos amor por alguém em particular.
Alguns tem amores de férias, de carnaval (ah é, é carnaval!), de verão, de outono, de inverno até. Menos amor próprio!
Com hífen, sem hífen: amor.
Não sei se você sabe a diferença. Mas, para mim, tem muita. Não sei qual o mais gramaticalmente correto, mas sei que, pessoalmente, acho que o amor-próprio difere do amor próprio por que, com hífen, é um amor incondicional, contínuo; enquanto o amor próprio é algo sem compromisso, leve, livre, solto.
Anyway... Como está seu amor?
Amor pelos outros. Amor pela sociedade. Por se estar vivo! Amor pelo que vêm de fora. Amor pelo que se têm dentro. Amor que transborda de dentro para fora, amor que vem de fora para dentro.
Sinto uma necessidade de amor. De amar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher