"mas o que foi?"

Sempre tive a sensação de que as pessoas sempre perguntam as coisas erradas. Podem ter até as intenções certas, mas nunca dizem o que queremos escutar. Nunca.
Por que, quando estamos mal, sempre escutamos "o que aconteceu?" ao invés de "vem cá". Saber o que está errado realmente importa? Muda alguma coisa? E por que alguém falaria de qualquer forma? É tanto que a resposta para essa pergunta é sempre a mesma:
- Nada não.
Claro que há alguma coisa.  Mas não é o que há que importa. Importa que há e pronto. Que talvez um abraço passe tudo, mas explicar seja demais.
Eu até explicaria e argumentaria. Mas hoje tudo está demais para mim.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher