Meu coração

Meu coração grita por ti.
Eu choro lágrimas de anseio. Eu que te deixei ir. Eu que parti para nunca mais voltar. Não deveria sofrer por escolhas minhas.
Mas sofro. Choro. Desespero.
As palavras vão saindo numa torrente de emoção e de tristeza que eu nunca senti antes. O que aconteceu com a gente?
Meu coração está em frangalhos.
Como pode ser? Eu te dei tudo que tinha. Tudo que não tinha. E você tomou com suas mãos cálidas e disse que "tudo bem", que estava tudo "sob controle".
Meu coração sofre de medo.
Como um coração como o meu, pôde amar?
Como um coração como o seu, pôde abandonar?
Eu assisto filmes, eu escuto músicas, eu leio livros. Mas tudo só me faz pensar em você. Como você tomou controle de mim? Não deveria me deixar?
Então vai, não volta atrás.
Meu coração está cego.
Cego de medo, cego de desejo.
Não volte. Nunca pense em voltar. Você não pertence a essa vida de agora. Você é passado.
Você abriu meus olhos. Agora eu vejo. Não fomos feitos um para o outro. Fomos feitos para estamos separados. Fotos feitos para o abandono. Fomos feitos para a dor. Fomos feitos para sermos mortais.
Mas eu não funciono assim perto de você.
Eu posso dar mil razões para você ir embora. Porém, você continua aí, olhando, vigiando tudo que eu faço.
Não escondo meus sentimentos.
Meu coração anseia por você.
Agora vejo o quanto fomos longe demais. O quanto erramos. O quanto pensávamos que eramos o máximo. E eramos nada. Mais que nada. Eramos pó. Escória do amor.
"Eu me desmancho quando toco em você".
Eu me desmancho só de pensar em você, a qualquer momento do dia. me vigiando.
Eu poderia parar agora.
Já falei o suficiente.
Mas não vou;

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher