Saúde Mental?!

Para os que não perceberam minha ausência, faziam 8 dias que eu não postava nada. E a última vez ainda tinha sido uma tirinha. Muito boa, é verdade, mas muito vaga.
Para explicar meu sumiço, vou valer-me de Rubem Alves:
Comecei o meu pensamento fazendo uma lista das pessoas que, do meu ponto de vista, tiveram uma vida mental rica e excitante: Nietzsche, Fernando Pessoa, Van Gogh, Wittgenstein, Cecília Meireles, Maiakovski. E logo me assustei. Nietzsche ficou louco. Fernando Pessoa era dado à bebida. Van Gogh matou-se. Wittgenstein alegrou-se ao saber que iria morrer em breve: não suportava mais viver com tanta angústia. Cecília Meireles sofria de uma suave depressão crônica. Maiakoviski suicidou-se.
(...)
Sinto que meus pensamentos podem parecer pensamentos de louco e por isso apresso-me aos devidos esclarecimentos. Nós somos muito parecidos com computadores. O funcionamento dos computadores, como todo mundo sabe, requer a interação de duas partes. Uma delas chama-se hardware, literalmente "equipamento duro", e a outra denomina-se software, "equipamento macio". O hardware é constituído por todas as coisas sólidas com que o aparelho é feito.
O software é constituído por entidades "espirituais" - símbolos que formam os programas e são gravados nos disquetes.
Nós também temos um hardware e um software. O hardware são os nervos do cérebro, os neurônios, tudo aquilo que compõe o sistema nervoso. O software é constituído por uma série de programas que ficam gravados na memória. Do mesmo jeito como nos computadores, o que fica na memória são símbolos, entidades levíssimas, dir-se-ia mesmo "espirituais", sendo que o programa mais importante é a linguagem.

Um computador pode enlouquecer por defeitos no hardware ou por defeitos no software. Nós também.

(...)
O resto da crônica é muito bom, vale a pena dar um Google aí: "Saúde Mental".
Mas o que eu queria falar mesmo é que ás vezes o meu computador dá uns defeitos. Já e eu pensando que era louca sozinha. Vocês já se sentiram assim? Acho que essa semana passada deu defeito no hardware e no software ao mesmo tempo. Aí eu pifei de vez e tive que ir pro concerto. Acho que ainda estou no concerto. Na verdade, estou sendo atendida por aqueles rapazes simpáticos da assistência técnica que vem em casa quando a gente estraga tudo.
Estou bem assim mesmo.
Mas estou de volta! Já é um começo, espero. Eu estou de volta e estou bem. Pelo menos o meu hardware eu sei que está ok, só preciso ter um pouco mais de cuidado com o software.
Enfim. Não vamos nos apegar ao passado, que tal? Como alguns já perceberam, eu mudei o layout. Por que eu sou assim mesmo. Vivo mudando. Mudo de humor, de banda mais tocada no Last.Fm, mudo de layout também ora. E eu achei esse muito a minha cara, no momento.
Estou assim, meio zen, meio de lado, meio quieta, meio calada (o que é bem diferente, para mim), meio observadora.
Acho que estou assim para ficar assim. Dá para entender? Estou tentando ficar em paz para ter paz. Transmitir paz.
Eu quero muito a paz. A do mundo, a do meu software, a de todo mundo.
Tomara que tenha sido um bom concerto. Daqueles que a gente não se arrepende, sabe? Que agora tudo comece a dar certo. Por que já tem dado errado demais.
Obrigada pelo apoio de todo mundo que me deu apoio. (Mãe, Anna, eu amo vocês tanto!)

Fiquem em paz,
beijinhos.

Comentários

Danielle Martins disse…
Acho melhor eu dizer só... te amo!
S. disse…
Paz, fofinha. Cuide-se!
Belos e Malvados disse…
Cuide-se, Gabi. Beijos.
Lori disse…
software com problemas?
Chama um garoto de programa, ora, ora!!!!!

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher