Saudade que me toma.

Por você, eu iria até o fim do mundo, só para você sentir o meu amor.
Mas não dá.
O mundo é muito grande, e minhas pernas muito curtas.
O que sinto é saudade, palavra que enche meu dicionário, meu vocabulário e meus textos. Não sei como lidar com isso.
Sinto sua falta, você não percebe???
Sinto saudade de seus beijos quentes, de seus braços confortáveis, de seu olhar misterioso, de quem não quer nada.
Sinto saudade da dor que é amar. Do sofrimento que era TE amar.
A saudade é como um trem que partiu de muito longe, e viaja muito rápido. Por que minha dor de sentir sua falta é assim, vem de longe, e é rápida, vai crescendo exponencialmente.
Quero sentir o gosto do seu gosto, o cheiro do seu cheiro, quero sentir a alegria de te ver, a dor de te ver partir.
Por que se te vejo partir, sei que vais voltar.
Sinto falta dos anos dourados que a vida adulta tirou da minha adolescência.
Sinto saudades, saudades mesmo, não é só a falta. Por que a ausência somente não explica a saudade.
A ausência é só parte da saudade. Sinto sua falta. Mas também sinto saudades de você. Da nossa história juntos. De tudo que se passou.
Nada é passado. É tudo vivo em minha memória.
Por que, apesar dos pesares, ainda te amo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher