Escuro

Sabe felicidade de pobre? Daquelas que duram pouco mesmo.
Um segundo de luz e tcham. Escuro de novo. Nunca pensei que esse escuro fosse ficar por tanto tempo. Pensei que,  como tudo na minha vida, seria passageiro. Mas não. Já dura dias, semanas, meses. Séculos, eu poderia dizer.
"Saía do escuro ué." Muito fácil dizer. Não tem como acender uma luz dentro da minha cabeça. Não é uma questão apenas de abrir ou fechar os olhos. É abrir e mesmo assim ainda não conseguir enxergar.
Chega a ser desesperador.
Sabe quando você vai dormir e tem pesadelos, e você fica com medo por alguns segundos. Mas então, você acorda, assustado, mas acorda. E pronto. Bebe uma água, diz "que sonho estranho" e volta a dormir. Tudo um mar de rosas. E o sol acaba nascendo, no começo do dia.
Mas, para mim, o sol nunca nasce. Sabe como é viver numa noite eterna? Por que o escuro está o tempo inteiro dentro de mim. Me seguindo aonde vou. Me pregando peças e me mostrando pesadelos horrorosos.
Quanto disso faz parte de mim?
O que é pior? O escuro ou as vozes? O que você escolheria? O medo ou o pavor?


Ainda bem que existe música e fone de ouvido no mundo! :D


Comentários

Shuzy disse…
Quando eu era garotinha tinha um caderninho de recordações e nele uma amiga escreveu:
'O sorriso é a luz na janela do rosto mostrando que o coração está em casa'

Quem sabe alguns sorrisos aliviem a escuridão...

Tó um meu pro'cê:

=D

Postagens mais visitadas deste blog

Ablepsifobia

Sophie Kinsella

Ser mulher